PROA e Generation impactam 5.150 jovens em SP com apoio do VRB

A estratégia social do VRB tem como foco as áreas de Educação e Inclusão Produtiva. Para o ano de 2020, selecionamos duas organizações com potencial de impacto relevante para serem parceiras na cidade de São Paulo: o Instituto PROA e a Generation Brasil. O VRB apoia o PROA em três projetos – PROPROFISSÃO, PROA 4.0 e o Jovens a Bordo do Futuro – e a Generation em um – Desenvolvedor Web Java Jr.

As atuações, de ambas as instituições, convergem para a criação de oportunidades a partir de ações educacionais. Além de todos os componentes técnicos, referentes às formações específicas de cada projeto, as metodologias são estruturadas para o aprendizado das chamadas soft skills, ou seja, das competências comportamentais necessárias para ser bem-sucedido no mundo do trabalho.

Durante o processo seletivo de projetos, realizado em 2019, consideramos a característica de complementariedade entre as iniciativas das duas organizações, tendo em vista os pontos em comum e as faixas etárias. Enquanto o PROA foca em jovens, com idades entre 16 e 19 anos, a Generation se concentra em um público-alvo um pouco mais velho, de 18 até 29 anos.

Dessa forma, os temas da Educação e Inclusão Produtiva, nas instituições apoiadas em São Paulo, são segmentados por idade. Cada organização atende a uma faixa etária com ações especializadas. O PROA atua nas bases para a formação educacional e na preparação para a conquista do primeiro emprego, enquanto a Generation faz um trabalho centrado na empregabilidade de jovens adultos.

Com o início do segundo bimestre de 2020, os projetos apoiados começam a apresentar resultados. A Generation já formou 90 pessoas desde janeiro e mais 60 estão em processo. A organização realiza feiras de formação e consegue atrair empregadores relevantes do mercado de tecnologia. A última edição contou com nomes como: BRQ Digital Solutions, Banco Itaú e TOTVS, entre outros.

Durante os eventos, os alunos apresentam os projetos de fim de curso e conseguem demonstrar um pouco do aprendizado para os possíveis contratantes. Para se ter uma ideia do potencial da ação, em uma feira realizada em fevereiro, 100% dos alunos saíram com propostas de trabalho.

Do lado do PROA, 320 jovens estão inscritos no PROPROFISSÃO e sendo preparados para conquistar o primeiro emprego na área administrativa. O curso tem duração de seis meses e os resultados vão começar a surgir em breve. Além disso, a instituição acabou de lançar o projeto “Jovens a Bordo do Futuro”. A iniciativa leva a metodologia de ensino PROA diretamente para as escolas públicas com o objetivo de preparar os alunos para o mercado de trabalho.

Nosso sentimento é de puro entusiasmo. Todo nosso esforço e dedicação é para que o jovem saia do Ensino Médio preparado para encarar o mercado de trabalho e os processos de recrutamento e seleção que são cada vez mais competitivos. Acreditamos que quanto mais cedo esse jovem tenha contato com habilidades que ainda não foram desenvolvidas ou que precisam ser aprimoradas, mais chances eles terão de serem bem-sucedidos profissionalmente, independentemente do que eles queiram fazer. O mundo muda cada vez mais rápido, precisamos formar nossos jovens para os desafios reais da vida prática, para que possam se desenvolver e aprender a aprender, independente dos desafios que irão traçar em suas vidas.”, afirma Rodrigo Dib, diretor executivo do Instituto PROA.

Para 2020, a expectativa do VRB é impactar, através do apoio a instituições parceiras, 5.150 jovens na capital paulista, sendo: 3.500 beneficiários do Jovens a Bordo do Futuro, 320 do PROPROFISSÃO, 330 do PROA 4.0 e 1.000 do Desenvolvedor Web Java Jr.

Entenda Melhor os Projetos

Desenvolvedor Web Java Jr.

A carreira de desenvolvedor de sistemas, na linguagem Java, foi escolhida para alavancar a operação da Generation Brasil em 2019. Para 2020, estão programadas cerca de 1.000 vagas para jovens de baixa renda da periferia de São Paulo, com idades entre 18 e 29 anos. Os cursos têm duração de três meses. A expectativa é conseguir empregar mais de 80% dos jovens em até 90 dias após a formatura e proporcionar posições de trabalho com vencimentos médios entre R$ 2.000 e R$ 4.000.

PROPROFISSÃO e PROA 4.0

O PROPROFISSÃO tem expectativa de formação de 320 estudantes e o PROA 4.0 de 330, totalizando 60 jovens beneficiados, em cursos semestrais com duração de 440 horas. As aulas possuem componentes técnicos e comportamentais. Ambas as iniciativas são voltadas à preparação para o mercado de trabalho. Enquanto o PROA 4.0 tem foco nas carreiras de tecnologia, com módulo técnico de desenvolvedor de sistemas, o PROPROFISSÃO está direcionado para a conquista do primeiro emprego na área administrativa.

Jovens a Bordo do Futuro

O projeto Jovens a Bordo do Futuro é uma solução educacional, completa e replicável, voltada a desenvolver de forma efetiva as competências comportamentais necessárias para os jovens serem bem-sucedidos após o ensino médio.

Vão ser entregues livros para 3.500 alunos e 100 professores participantes do projeto. O curso tem duração de 60 horas e vai ser realizado em 35 escolas públicas da Grande São Paulo.