Esporte Espetacular veicula matéria com os sírios dos Pérolas Negras

No dia 29 de setembro o Esporte Espetacular mostrou como está a vida dos quatro jovens jogadores sírios integrantes dos Pérolas Negras. A matéria não é para menos, vindos das duras condições de violência e falta de estrutura de um dos maiores campos de refugiados do mundo, Zaatari, na Jordânia, os atletas foram escolhidos em uma peneira com mais de 150 candidatos.

Um ano se passou desde a chegada de Qais, Ahmad, Omar e Hafith (Marcelo) ao Brasil. Muitos foram os desafios enfrentados por eles. Desde a língua, alteridades culturais e religiosas, até a saudade da família e a distância de meio mundo da terra natal. Das dificuldades do começo, aos poucos, a vida foi se transformando e os sorrisos aparecendo.

Os sírios tiveram aulas de língua portuguesa na Academia de Futebol Pérolas Negras (APN) e hoje se comunicam sem a necessidade de intérpretes. No vídeo, conversam com o repórter em português e contam um pouco da experiência de estar no Brasil. Os depoimentos da equipe técnica de futebol demonstraram o quanto a oportunidade de jogar nos Pérolas representa para esses atletas promissores.

Os quatro se tornaram praticamente irmãos e hoje vivem no Centro de Treinamento da APN em Serrinha do Alambari, um lugar muito diferente do deserto, dentro de uma Área de Proteção Ambiental no município de Resende, Região Sul do estado do Rio de Janeiro. No CT, os Pérolas possuem estrutura para estudar, treinar e alimentar o sonho de serem profissionais. Além dos Sírios, o time conta com refugiados do Haiti, da Venezuela e com jovens brasileiros, muitos deles em situação de vulnerabilidade social.

Confira a matéria na íntegra no link abaixo e se emocione com a história desses quatro vencedores.
https://globoplay.globo.com/v/7960477/