VRB lança o primeiro fundo de previdência com impacto social do Brasil

Lançamento do VRB Previdência para mais de 3.000 pessoas em evento no Rio de Janeiro.

Foi lançado em janeiro o VRB Previdência, o primeiro fundo de fundos previdenciário com impacto social do paísA estratégia é gerida pelos diretores de investimento de alguns dos principais Family Offices do mercado, tais como Turim MFOUBS ConsensoXP AdvisoryTera Capital e BW.

VRB Previdência se destaca por ser livre de filtros de acesso. Por isso, qualquer investidor com apenas R$ 5 mil, e aportes adicionais de R$ 100 por mês, pode acessar a inteligência de alocação de alguns dos maiores gestores de fortunas do país e alguns dos fundos de previdência mais cobiçados da indústria. O investidor paga 1% de taxa de administração ao ano e um terço é direcionado para mudar as vidas de jovens em situações de vulnerabilidade social.

A carteira inicial do fundo é composta por nomes de peso, tais como: SPX Lancer, Kinea XTR, Navi Long and Short, Ibiuna Previdência FIM, Constellation Ações Advisory e Velt Prev FIA. Para saber como investir, basta se cadastrar no site do VRB.

A meta de rentabilidade anual está entre CDI+3% e CDI+5% (risco moderado). Por ser um fundo de fundos, o veículo traz maior comodidade na declaração do imposto de renda e na realização de novos aportes. O VRB Previdência não possui “come-cotas” e, dependendo do regime escolhido pelo beneficiário, o IR pode chegar a 10% sobre o ganho de capital após 10 anos. No caso dos optantes pelo PGBL, é possível reduzir a base de cálculo do imposto de renda.

Segundo a perspectiva do CEO do VRB, Tiago Cesar FernandesA redução da taxa de juros obrigou as pessoas a perseguirem opções mais arriscadas para atingirem seus objetivos de longo-prazo. Diante de tantas alternativas de fundos – e com a imprevisibilidade dos mercados globais – o investidor comum não sabe nem por onde começar”. Neste contexto, o VRB Previdência surge como uma solução completa – “você confia o seu futuro, e o de sua família, a pessoas responsáveis por alocar o patrimônio de alguns dos indivíduos mais ricos do Brasil, e no processo, ajuda a construir um país melhor”.

Entenda o projeto

A estratégia social do VRB é auxiliada por um Comitê Consultivo formado por nomes como: Edmar Bacha, Anna Victoria Lemann, Bernardo Sorj, Simon Schwartzman, Rubem César Fernandes e Aik Brandão. A taxa de administração do fundo é revertida, depois de custos, para os projetos sociais apoiados pelo VRB.

Para os próximos 10 anos, Tiago Fernandes estima investimentos de mais de R$ 35 milhões para projetos sociais. A meta é contribuir para potencializar as competências e habilidades fundamentais de 250 mil pessoas, através da educação, e incluir cerca de 100 mil jovens em situações de vulnerabilidade – desempregados ou em busca do primeiro emprego – no mundo do trabalho. Como resultado, espera-se contribuir para diminuir a exclusão social e aumentar a produtividade do país.