PÉROLAS SÃO CONVIDADOS PELA ONU PARA ABERTURA DO PRIMEIRO FÓRUM GLOBAL DE REFUGIADOS


A Academia de Futebol Pérolas Negras (APN) foi convidada pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) para participar de uma partida de futebol, no dia 16 de dezembro de 2019, em Genebra (Suíça), durante a abertura do Primeiro Fórum Global sobre Refugiados.

A partida é simbólica e reúne, além dos Pérolas, jogadores de times locais, membros de alto nível das delegações credenciadas para a reunião e refugiados integrantes de equipes da Bélgica e da Suíça. A intenção é promover o esporte como meio de inclusão das pessoas expatriadas e em situação de refúgio.

A escolha da APN está relacionada ao trabalho desenvolvido pelo clube na inserção escolar e oferta profissional para jovens atletas refugiados vindos do Haiti, Síria e Venezuela. Além dos estrangeiros, a equipe também integra brasileiros em situação de risco e vulnerabilidade social.

A movimentação de refugiados é um problema mundial. Populações inteiras são forçadas a deixar os países de origem em busca de condições dignas de vida. Na Síria, sete anos de guerra, no Haiti, mais de 80% da população vivendo abaixo da linha de pobreza e 54% em extrema pobreza, na Venezuela, uma crise sem precedentes produzindo um fluxo migratório de mais de 5 milhões de pessoas até o final de 2019.

Segundo a Agência da ACNUR, só em 2018, o Brasil teve mais de 80.000 solicitações de reconhecimento de refugiados, um acréscimo de 142% em relação a 2017. Dentre os pedidos de refúgio do ano passado estão: 61.681 venezuelanos, 7.000 haitianos e 409 sírios. Na realidade os números são bem superiores aos oficiais. Existem imigrantes vivendo na ilegalidade e totalmente a margem da sociedade e dos sistemas de garantia de direitos.