Estar junto de quem precisa.
Hoje e desde sempre.

COMO INVESTIR

SAÚDE NA LINHA:

Uma ferramenta de acompanhamento de bebês e grávidas em gestações de risco, unindo tecnologia, cuidado e inovação para ajudar a salvar vidas. Um projeto que nasceu na cidade do Rio de Janeiro e, com a ajuda do VRB, chegou a Paraty (RJ) e a Muriaé (MG), ajudando, com sucesso, a reduzir a mortalidade materna e a tratar quase uma centena de bebês com sífilis nas áreas em que atua.

Contexto

Em meados de 2015 a Zona Norte do Rio sofria com um alto número de óbitos de gestantes. O Saúde na Linha foi criado como um projeto piloto para enfrentar esse problema e rapidamente alcançou índices animadores de redução de mortalidade.

Inovação

O Saúde na Linha permite acompanhamento contínuo e personalizado através de ligações periódicas para o celular das pacientes. O pronto atendimento à distância, por telefone, pode ser crucial para evitar complicações em casos de urgência.

Método

O projeto dispõe de equipe multidisciplinar e questionários próprios para identificar casos de risco que demandem atenção. Na Rocinha, o Saúde na Linha foca em casos de mulheres grávidas com sífilis para evitar que a doença passe para o bebê.

Impacto

O Saúde na Linha contribuiu para a redução da mortalidade materna na Zona Norte do Rio, oferece assistência a 90 bebês com sífilis em 12 unidades de saúde pública e atendeu cerca de 500 gestantes no primeiro ano de atuação em Paraty.

Projetos antigos.
Valores de sempre.

CONEXÃO ESCOLA

Transformar a rotina de alunos de escolas públicas com metodologias pedagógicas inovadoras. Esse é o Conexão Escola, projeto que, desde 2015, atua em escolas do Nordeste e que, com investimentos do VRB, chegou a São Paulo. Combinando ações educativas e apoio psicossocial para quem sofre problemas fora do ambientes escolar, o Conexão Escola atendeu e melhorou desempenho e assiduidade de mais de 40 mil estudantes, só em 2017.

Contexto

A Escola Estadual João Kopke fica na região do centro de São Paulo conhecida como cracolândia. Ela tinha notas abaixo da média estadual, alto índice de evasão escolar e um número muito grande de alunos fora da faixa etária adequada à série.

Inovação

O Conexão Escola passou a atuar na unidade pública seguindo eixos estratégicos: fortalecer competências de leitura, escrita e matemática; realizar atividades de integração entre os alunos; e incluir os adolescentes em processos decisórios da escola.

Método

O Conexão Escola atua em três frentes: articulação com gestores e secretarias de educação; mobilização da comunidade, alunos e funcionários; e uso de metodologias e ferramentas pedagógicas desenvolvidas pela Visão Mundial e parceiros.

Impacto

O Conexão Escola atende cerca e mil estudantes na Escola Estadual João Kopke e já beneficiou cerca de 40 mil no Nordeste em 2017. As metas do programa incluem melhorar o boletim de 40% dos alunos e aumentar a assiduidade escolar em 70%.

Ajudar pessoas
em situações
de vulnerabilidade.
Não é de hoje
que a gente faz isso.

FAVELA HUB

Projeto que nasceu para conectar educação, inovação e empreendedorismo e transformar a vida de moradores das comunidades Cantagalo-Pavão-Pavãozinho, no Rio de Janeiro. Inspirado na cultura do “faça você mesmo”, o Favela Hub é um espaço de troca e geração de conhecimento através de cursos, oficinas e atividades focados em geração de renda, gestão financeira, acesso a crédito, formalização e capacitação profissionais e criação de redes e tecnologias sociais. Desde 2017, já formou mais de 6.200 jovens locais.

Contexto

O crescimento contínuo e irreversível das periferias urbanas determina cada vez mais as dinâmicas das cidades. Essas comunidades sofrem com habitação informal, falta de saneamento, violência armada, desestruturação familiar e elevados índices de evasão escolar, mas compartilham uma cultura de luta pela sobrevivência e empreendedorismo, num intercâmbio constante de soluções para as suas dificuldades.

Inovação

As favelas se afirmam como centros socioculturais potentes enquanto tecnologias exponenciais iniciam movimentos e revolucionam a maneira como resolvemos problemas. A cultura de comunidade e as novas tecnologias se encontram em busca de soluções mais justas, eficientes e eficazes para questões sociais, e o Favela Hub surge para criar um ambiente de estímulo à criação e ao empreendedorismo social.

Método

O Favela Hub busca alavancar respostas para questões sociais ancorado em quatro eixos: aprender, oferecendo cursos e eventos de formação e educação; empreender, dando mentoria e suporte para negócios sociais e comunitários; colaborar, promovendo encontros e conexões entre atores diversos; e transformar, realizando atividades de pesquisa, teste e otimização de novas metodologias e tecnologias.

Impacto

Aproximando novas tecnologias e empreendedorismo comunitário, o Favela Hub é ao mesmo tempo um espaço de educação e mentoria, uma incubadora de projetos locais e uma aceleradora de iniciativas comunitárias ou de impacto social. O objetivo é ajudar a transformar a vida de milhares de pessoas através de geração de renda e soluções inovadoras com potencial de serem multiplicadas pelas cidades.

Seus valores valem muito.
E, segurança, com certeza
é um deles.

Compromisso com o Futuro do Rio

Unindo segurança pública e integração social, o Compromisso com o Futuro do Rio foca em ações orientadas a valorizar o policial vitimado e a fortalecer a Comunicação Institucional da PMERJ para realizar melhorias de longa duração. Ter uma polícia forte é fundamental para reverter o quadro de violência do Rio de Janeiro e contribuir para o futuro do Estado.

Contexto

Durante 23 anos (1994-2017), cerca de 45 mil policiais integraram a PMERJ, sendo que morreram 3.397, 15.236 ficaram feridos e 18.633 sofreram baixas. As taxas de mortos, feridos e baixas de policiais na região metropolitana do RJ corresponde, respectivamente, a 7,55%, 33,86% e 41,41%, nível muito superior a qualquer guerra das forças armadas norte-americanas no século XX.

Inovação

A reforma da PMERJ só vai acontecer partindo da própria corporação. Várias entidades fazem boas propostas, mas não incluem as policiais no desenvolvimento dos planos. A inovação deste projeto consiste no apoio e protagonismo da própria PMERJ, tocando em temas sensíveis e estratégicos.

Método

Em parceria com a PMERJ, o VRB trata de dois pontos estratégicos para a recuperação da Polícia Militar: o combate à vitimização de policiais e o fortalecimento da comunicação institucional da corporação, aspecto fundamental para enfrentar uma guerra que também é midiática.

Impacto

O projeto produziu a maior pesquisa de opinião com policiais já realizada na história da PMERJ, com adesão de mais de 9.000 oficiais. Foram realizadas atividades de qualificação do tema da vitimização policial em seminários, simpósios, workshops com especialistas e eventos com investidores do mercado financeiro. Além disso, 120 policiais de alta patente foram capacitados em Media Training para melhorar a forma como a polícia se comunica com a sociedade através da mídia.

PARCEIROS